O que é Mobile Friendly e por quê seu site deve ser

A partir de hoje, O Google levará ainda mais em questão na hora de avaliar o posicionamento de sua página se ela for Mobile Friendly, ou seja, se ela for compatível com dispositivos movéis (tablets e principalmente celulares) isso em uma linguagem mais técnica significa saber se o seu site é responsivo: que ele funcione bem a vários tipos de telas e forneça uma experiência agradável a seu usuário.

Por que é tão importante Agradar o Google?

Ele processa milhões de pesquisas por hora e o posicionamento nele é o que define se o público vai encontrar sua empresa ou a do seu concorrente.

Captura de Tela 2015-04-21 às 15.35.31
Numa cidade de mais de 80 mil habitantes e com 3 Faculdades e cerca de 8 mil Alunos por ano o mercado de imóveis não para es se a sua empresa não estiver ali?

Qual é a intenção?

Um dos maiores “mantras” do Google é que a usabilidade do usuário deve ser respeitada, isto é tão forte e ele leva isso tão a sério que até com o Google Adwords (em que você participa de um leilão com seus concorrente para que seu link apareça nas pesquisas e paga por cliques) ele avalia seu site e lhe fornece uma nota de 0 a 10, e este é apenas um dos fatores para definir quem vai aparecer primeiro (e não somente o quanto você oferecer no leilão por click)

Você provavelmente verá uma grande diferença se seu site é antigo, não está bem estruturado e se ainda for em flash, o Google já havia avisado há 2 meses atrás sobre essa principal mudança e até preparou um Guia para Mobile além de um teste para você descobrir se seu site está preparado.

Tudo pela experiência do Usuário

Teste do Google Mobile Friendly com a Página da Agência Prime.
Teste do Google Mobile Friendly com a Página da Agência Prime.

Esta mudança está relacionada principalmente a mudança de comportamento do usuário, em uma pesquisa publicada em 2013 sobre o comportamento dos Brasileiros sobre mobile(celulares) cerca de 76% dos usuários de smartphones já usaram aplicativos para conversar com os amigos, 75% para ler e-mails e 64% para se inteirar das últimas notícias. (IBOPE). E Hoje, em 2015, com a popularização dos smartphones podemos constatar cada vez mais uma enxurrada de apps fazendo parte da nossa rotina como EasyTaxi, Airbnb e até o polêmico Uber.

Você pode até não ter percebido, mas com certeza você realiza pesquisas triviais durante o seu dia a dia no seu celular ao invés de ir para seu computador e  cada vez mais consumir conteúdo, seja ele vídeo, imagens e texto em nossos smartphones, tablets e até mesmo em SmartTvs. Essa é uma tendência cada vez maior e se você tem um negócio na internet precisará se atualizar.

Não sabe como deixar seu site responsivo ou quer ajuda para enfrentar essa transição? Entre em contato com a gente!

Como mensurar o ROI – (Return on Investment) nas Redes Sociais.

Mais do que analisar relatórios e observar gráficos, mensurar os resultados do investimento feito em Marketing Digital requer ver além do que as plataformas oferecem em seus boletins informativos.

O ROI (Return On Investment) – Retorno por Investimento deve ser analisado como um todo, medindo a exposição, a influência e o engajamento que uma ação nas redes sociais é capaz de gerar, que vai além dos números registrados em gráficos.

ROI - agencia prime

 

Para saber quantas pessoas foram impactadas, quantas foram influenciadas e quantas se engajaram com o investimento realizado nós separamos algumas dicas a seguir:

Como mensurar o ROI:

Para mensurar a exposição…
Quantas pessoas foram alcançadas?

No Twitter: Avalie quantos seguidores novos foram conquistados, quantos RT’s foram dados e quantos seguidores quem retuitou seu post possui.

No Facebook: Observe quantos novos fãs curtiram sua página, quantos “likes” e quantos “coments” foram gerados a partir de determinada postagem.

No Youtube: Veja quantos “views” foram registrados em seu vídeo, quantos novos assinantes se inscreveram no seu canal e faça um relatório durante os meses da campanha.

No Blog: Repare quantos novos visitantes foram atraídos pelo conteúdo postado e analise se o número de visitas a posts mais antigos foram influenciados.

No Email: Quantos e-mails fazem parte da sua lista de contatos? Dos e-mails disparados quantos foram recebidos e quantos foram abertos?

Para calcular o engajamento…
Quantas pessoas interagiram?

No Twitter: Analise quantos dos seus seguidores clicaram no conteúdo compartilhado e quantas pessoas incorporaram a #hashtag da campanha, caracterizando o engajamento.

No Facebook: Compare quantas visualizações x alcance foram convertidos em cliques, quantas mensagens diretas foram geradas e quantas vezes o post foi curtido e comentado.

No Youtube: Observe quantos novos comentários foram gerados, quantas vezes o link foi compartilhado e quantas avaliações (positivas e negativas) o vídeo recebeu.

No Blog: Avalie quantos novos comentários, anunciantes e “shares” o conteúdo obteve e quantos blogs third-party comentaram no seu blog e resultaram em tráfego.

No Email: Perceba… Dos e-mails que foram enviados, quantos foram abertos e dos que foram abertos quantos cliques resultaram, quantas novas assinaturas foram geradas, como foi compartilhado e com quem?

A forma como é medido e configurado os esforços nessa área é um fator resultante também do ponto de vista da empresa e da sua perspectiva.

Para todos os fins, analise conforme as métricas citadas acima e converse com o seu cliente. Esteja ciente do objetivo da empresa e molde a sua estratégia de acordo com as suas necessidades, seja ela resolver falhas de comunicação ou gerar novos leads.

Homenagem ao Dia Mundial da Propaganda – Comerciais que você não pode deixar de ver.

Hoje, no dia 04 de Dezembro comemoramos o Dia Mundial da Propaganda, e em sua homenagem nós aqui da agência separamos alguns comerciais que marcaram, de época e da atualidade, reverenciando o grande talento de todos os profissionais envolvidos nesta área. Dê o play e veja campanhas sensacionais e emocionantes!

Homenagem ao Dia Mundial da Propaganda:

Sugestão de Maico Dal Ponte – Programador

Conecte-se ao que você ama – Samsung

Em um mundo em que cada vez mais há convergência digital, a Samsung reforça o seu posicionamento destacando a conectividade que sua TV permite através da interação com outros dispositivos, como celular e tablet convidando você a se conectar com quem ama. Com um forte apelo emocional, a campanha mostra que a tecnologia é capaz de unir as pessoas, fortalecendo relações virtuais e transformando-as em experiências reais.

Sugestão de Patrícia Prado – Redatora

Retratos da Real Beleza – Dove

Indo totalmente na contramão das campanhas até então promovidas por linhas de produtos de higiene e cosméticos, os Retratos da Real Beleza, de Dove, trouxe uma nova perspectiva as mulheres, evidenciando a real beleza de todas nós, a que vem de dentro. Com um posicionamento totalmente novo, a Dove consegue vender seu produto sem desmerecer a beleza específica de cada mulher, valorizando a beleza interior.

Sugestão de Felipe Loss – Designer

Hitler – Folha de São Paulo

Com o mote: “É possível contar um monte de mentiras, dizendo só verdades”, a Folha de São Paulo destacou a importância da credibilidade e da responsabilidade de quem trabalha com informações e vende notícias. Esta propaganda tem mais de 25 anos, levou o prêmio Leão de Ouro em Cannes e é consagrada até hoje por seu conteúdo atemporal.

 

Sugestão de Dalton Colla – Estagiário

Primeiro Sutiã – Valisére

Criado na época de ouro de Washington Olivetto, este comercial é considerado um dos mais marcantes da história da Propaganda. Com o mote “O primeiro Valisére a gente nunca esquece”, o vídeo transmite as emoções da transição de uma mocinha para a fase adulta com tamanha delicadeza que sequer notamos que se trata de um comercial de lingerie. É uma propaganda linda, tocante e delicada. Veja:

Janderson Bezerra – Estagiário

Heineken – Walk in Closet x Fridge

De uma forma bem humorada, a Heineken produziu este comercial comparando a emoção das mulheres ao se depararem com um closet enorme com a dos homens ao verem uma espécie de “freezer gigante” repleto de cerveja. Hilário e criativo, este é mais uma daqueles comerciais que comprovam a importância de investir em propaganda para construir sua marca e torna-la um ícone como a Heineken é hoje.

BÔNUS: Como hoje é o Dia Mundial da Propaganda, pra finalizar este post nós trouxemos dois comerciais especiais desenvolvidos pela AlmapBBDO  para o Conar, órgão responsável pela regulamentação das propagandas e para o ABA/ABAP Associação Brasileira de Anunciantes e Associação Brasileira de Agências de Publicidade. Dê o play e veja:

Palhaço – Conar

Quem quer vender faz propaganda – ABA/ABAP

Playlist da Semana da Música

Semana passada foi a Semana da Música, e pra começarmos bem essa semana, nós, da Agência Prime, resolvemos homenagear essa nossa velha amiga, companheira de todas as horas, que escutamos quando estamos na fossa, dançamos no quarto quando estamos felizes, que ouvimos quando estamos com dificuldade pra criar aqui na agência e quando estamos entediados também.
Por estas e por muitas outras é que resolvemos comemorar esta semana presentando vocês, fiéis leitores, com alguns dos nossos álbuns prediletos que recomendamos aqui, deem uma olhadinha e encerrem a semana com essa playlist repleta de música boa e pra todos os gostos.

Playlist da Semana da Música:

Sugestão do Felipe Loss – Designer

Bad Blood – Bastille

Lançado em março de 2013, o albúm Bad Blood foi responsável pelo sucesso instantâneo da banda de Indie Rock inglesa, tendo vários dos seus hits nas paradas de sucesso como o grande carro chefe Pompeii. Pra quem curte um estilo alternativo esta é uma boa aposta e uma ótima escolha para conhecer novos estilos.

Sugestão de Maico Dal Ponte – Programador

Epica – Requiem for the Indifferent

O quinto álbum da banda é um dos mais aclamados dentro da vertente do Simphony Metal, sendo considerado um dos mais emblemáticos e perfeitos dentro de sua proposta entre as bandas pioneiras deste gênero que surgiram na década de 90.

Segundo as palavras de quem o indicou: “A angelical voz da vocalista faz contraste com o incomodo causado pelo vocal gutural em musicas que alternam entre a serenidade de instrumentos clássicos em melodias tranquilas à agitação da guitarra elétrica e bateria de pedal duplo, utilizando-se dos padrões orquestrais, corais, e por vezes, a agressividade do heavy metal, faz magnificamente o que só a arte consegue, transmitir sentimentos.”

Sugestão de Patrícia Prado – Redatora

AM – Artic Monkeys

Um dos seus mais recentes trabalhos é também um dos mais bem sucedidos da história da banda, estreando em primeiro lugar nas paradas de sucesso do Reino Unido e nos mais vendidos da Inglaterra. Aclamado pela crítica, o quinto álbum da banda Artic Monkeys ainda faturou dois grandes prêmios como Álbum Britânico do Ano, pelo Brit Award e NME Award, sendo indicado a vários outros, coisa rara no gênero Indie.
Sobre o álbum, a nossa redatora que o indicou apenas diz: “Se um álbum consegue te cativar e te faz ouvir todas as músicas sem pular sequer uma, então ele merece o seu respeito”.

Sugestão de Dalton Colla – Estagiário

ZZ TOP – Afterburner

Conforme dito lá em cima, a nossa playlist tem música boa para todos os gostos, inclusive para os mais antigos. Lançado em 1985, o nono álbum da banda ZZ top trouxe um som novo e revigorado em uma época em que ainda eram usados pouquíssimos recursos modernos. Com várias indicações a prêmios, o álbum foi certamente consagrado como um dos melhores da banda e marcante por suas inovações.

Sugestão de Janderson Bezerra – Estagiário

AC/DC – Flick Of The Switch

Com uma carreira consagrada e vários hits de sucesso, a banda também pode ser reconhecida por sua singularidade em todas as suas faixas, como as presentes neste álbum indicado pelo nosso novo estagiário, Janderson. Segundo ele: “A banda possui características e um som inconfundível e é recomendada para quem quer esvaziar a mente e “rasgar” a garganta.”

E aí, gostaram? Tem algum álbum que você também indicaria pra gente da Agência Prime? Manda pra nós e comemore você também a Semana da Música!

Como entender os ciclos de compra e conquistar consumidores através do digital analytics.

Todos os ciclos de compra são divididos em estágios que medem o interesse, o nível de dúvida, entre outros fatores que pesam na hora da decisão. Entender cada um destes ciclos de compra funciona é essencial pra quem deseja prever o comportamento do comprador e atender suas necessidades, convertendo o interesse em vendas.
Para entendê-lo melhor, nós iremos listar algumas dicas para que sua empresa utilize as ferramentas do analytics a seu favor, identificando os ciclos de compra do consumidor e conquistando-os:

Ciclos de Compra do Consumidor:

ciclos de compra do consumidor

Reconheça o problema.

Quando o consumidor sai em busca de um produto, ele está interessado não no produto em si, mas na sua funcionalidade, no benefício que este serviço/produto pode trazer. Neste caso, é necessário entender a raiz do problema. Que problema ele quer solucionar com este produto? Neste estágio, invista em Brand Araweness para estar a frente da concorrência.

Detalhe informações.

No segundo estágio da compra, o consumidor irá comparar o custo x benefício de determinado produto/serviço, se vale a pena compra-lo e o que tal empresa tem a mais para oferecer que empresa “y”, etc. Nesta parte a empresa deve preocupar-se em alimentar o cliente com informações relevantes e pertinentes à cerca do produto, evidenciando os seus benefícios, convencendo-o que o custo do produto é irrelevante diante dos seus resultados e que vale a pena optar por sua empresa.
Identifique-se com o consumidor.
Crie personagens que detalhem cada momento/ciclo da decisão de compra para que o possível comprador possa identificar-se com o personagem e assim desenvolver um diálogo que atenda todas as suas necessidades, tirando suas dúvidas, esclarecendo fatos, etc. Outra estratégia que pode ser adotada é a segmentação de listas que enviem conteúdos via e-mail com informações pertinentes e personalização do próprio site.

Mensure resultados.

Após a decisão de compra ser efetuada e o comprador ter optado por sua marca, é hora de avaliar as métricas utilizadas no processo, avaliar o nível de efetividade de cada medida, corrigir erros, criar um relatório completo para análise posterior e possíveis aperfeiçoamentos.

Realize um trabalho “pós compra”.

Continue a manter contato com o consumidor para que a experiência seja replicada e o desejo de vendas seja substituído por um valor mais agregado, criando um relacionamento com o consumidor e deixando impressões positivas a seu respeito.

Estratégias para segmentar sua audiência.

Para estratégias de comunicação efetivas é necessário, primeiramente, observar sua audiência e conhecer o seu público alvo, traçando um perfil com características básicas do seu consumidor. O que ele deseja, quais são suas necessidades e preferências?

segmentar audiência - PRIME

Estas informações é o que farão com que sua marca/empresa segmente o seu target e determine as melhores formas de alcança-los, e para consegui-las nós listamos a seguir algumas dicas de segmentação para a sua audiência, veja:

Como segmentar sua audiência:

1 – Crie uma plataforma para coleta de dados.

Partindo do pressuposto de que você já sabe qual é o seu público alvo, é hora de segmenta-lo coletando dados importantes para ajuda-lo no google analytics e também alimentar os seus insights com conhecimento na hora da criação. Para isso crie uma plataforma que reúna estes dados, uma espécie de “site oficial” em que sua empresa irá direcionar todo o seu target para a coleta de dados.

2 – Realize pesquisas integradas.

Ok, sua empresa criou um site e estabeleceu sua presença no ambiente online, agora é hora de trabalhar de maneira integrada realizando pesquisas na plataforma web e perguntas nas redes sociais. Não tenha medo de fazer perguntas e divulgar pesquisas, o consumidor gosta de saber que sua empresa se importa com a opinião dele, isso evidencia o interesse que sua marca tem de se aproximar do seu público alvo e melhorar sua comunicação.

3 – Crie uma lista de e-mail

Ao coletar os dados, pegue sempre que possível um e-mail de contato para alimentar com informações relevantes o seu cliente em potencial, o simples fato de a pessoa ir até o link da sua pesquisa ou questionário já representa um interesse inicial e um potencial pra vendas. Este recurso também é interessante para sua empresa oferecer descontos especiais pra quem já é cliente, cartões de fidelidade e afins.

Estratégias para planejar campanhas em mídias sociais.

Planejar campanhas em mídias sociais requer uma série de estratégias que alguns social media desenvolveram e adotaram no decorrer do tempo. Você sabe quais são elas? Vejas algumas no nosso post logo abaixo:

campanhas em mídias sociais - PRIMEX

 

Mídias Sociais: Como Planejar Campanhas

Observe a concorrência e as movimentações do mercado.
Antes de adotar uma estratégia para sua empresa dê uma pesquisada sobre as campanhas que já estão no seu segmento, elas são ótimas para apontar algumas tendências e podem servir como base para planejamentos futuros.

Verifique a reputação da sua marca.
Realize um monitoramento prévio e observe o que as pessoas estão falando da sua marca/empresa. Eles irão ajudar você a resolver algum problema de comunicação através da campanha, ou até mesmo reforçar um posicionamento.

Descubra o que desperta o interesse do seu público e estude suas reações.
Estude o comportamento do seu público alvo, os níveis de participação e os tipos de interação que o seu target está pré-disposto a realizar. Pesquisar sobre hábitos de consumo também é uma forma de conhecê-los melhor.

Seja simples.
Nada de planos mirabolantes! Mecanismos muito complexos não despertam o interesse do seu público. Seja o mais simples possível. Foque no usuário, na usabilidade (facilidade de adesão a campanha) e na relevância do seu conteúdo.

Seja criativo! Não se limite a fazer o que os outros fazem.
O que os outros fazem pode até estar dando certo, e isso realmente é muito tentador, porém, você nunca se destacará fazendo o mesmo que os outros. A melhor forma de atrair a atenção do seu público alvo é realizando algo inovador, o que não significa necessariamente que você precisa fazer algo totalmente oposto, apenas de um modo diferente e criativo!

Estude a legislação e os termos de uso.
As mídias sociais são meios muito versáteis e que nos permitem inúmeras possibilidades, entretanto, assim como outros tantos meios ela tem suas regrinhas de “boa conduta” que devem ser estudadas antes de colocar uma campanha em ação. Ao infringir estas normas você pode estar afetando o decorrer da campanha.

Estruture a divulgação da sua campanha.
Mesmo em campanhas planejadas exclusivamente para mídias sociais, é necessário investir em divulgação em outros meios também, trabalhando de forma integrada os conteúdos para potencializar o seu alcance. Portanto, crie um “mapa” traçando os meios de divulgação, definindo os períodos, e etc.

Estabeleça um cronograma de execução.
Por fim, depois que estiver toda estruturada sua campanha, estabeleça um cronograma de execução liberando a campanha em “etapas” para a mensuração de resultados. Defina o período de realização da ação, os prazos para execução e os responsáveis por cada etapa, deixando tudo bem organizado para o acompanhamento do andamento dela.

Porque não entregar somente o conteúdo que sua audiência quer.

Em tempos de Google Analytics e um marketing cada vez mais segmentado e direcionado, você já se perguntou se é realmente isso que sua audiência quer?

audiência

O próprio Steve Jobs já dizia: “As pessoas não sabem o que querem, até mostrarmos a elas.” Isso significa que, se você dá a sua audiência só o que ela quer você nunca irá gerar um desejo/necessidade por algo novo que sua empresa possa vir a trazer.

Resumidamente, se o conteúdo que seu público deseja não tem relação com o produto/serviço que sua empresa oferece o alcance deste conteúdo não resultará em um impacto efetivo, convertendo o alcance em vendas.
A seguir, veja alguns motivos para não entregar somente o que sua audiência quer:

Porque não entregar só o que a audiência quer?

O conteúdo que sua audiência quer só é relevante se sua audiência for relevante.

Se sua empresa construiu uma audiência focando apenas no aumento do número likes, é possível que esta audiência tenha um público muito variado, sem um target bem definido e com o perfil alinhado a sua empresa. Nestes casos, este público dificilmente se tornará consumidor e influenciador da marca. Criar e publicar conteúdo para uma audiência sem target não faz sentido para quem é consumidor.

Segmentos/produtos novos requerem conteúdos novos para targets novos.

É como foi dito anteriormente lá em cima, se sua empresa deseja inovar, lançando-se em categorias novas ou produtos novos, é necessário criar algo que vá além do que sua audiência quer para atrair um novo target que corresponda ao perfil deste novo segmento/produto. Ao apresentar um produto ou serviço novo, você precisa mostrar a sua audiência o porquê ela vai precisar deste produto ou serviço e gerar necessidade.

Sua audiência pode não saber o que quer, e sua empresa talvez precise mostra-la.

Retomando novamente a introdução deste texto, o próprio Steve Jobs já sabia que: “As pessoas não sabem o que querem, até mostrarmos a ela”, foi assim com o lançamento do Iphone e a tecnologia touchscreen. Antes de ser criada, as pessoas sequer desejavam isso. Entretanto, uma vez que foi inventado, as pessoas passaram a necessitar dela. Resumidamente: É hora de parar de oferecer o que seu concorrente oferece e inovar para destacar-se em seu segmento.
Este conteúdo foi inspirado na tradução do artigo retirado originalmente em: Social Media Today.

Playlist Bem Brasileira – A Cultura Brasileira através da música.

Domingo, 7 de Setembro, um ótimo dia pra valorizarmos a nossa cultura, não é?

É por isso que nós, aqui da Prime, optamos por comemorar o dia da Independência de um jeito um pouquinho diferente, ressaltando o nosso valor cultural através de clássicos da MPB – Música Popular Brasileira, este gênero tão abrangente que representa toda a nossa diversidade cultural através de ritmos canções.

A seguir, separamos 4 sugestões (uma de cada um de nós) com músicas que certamente irão te fazer sentir orgulho da nossa música nacional. Dê play, ouça, e delicie-se com esta playlist bem brasileira de 7 de setembro:

playlist

Playlist Bem Brasileira

Sugestão do Felipe Loss – Designer

Seu olhar – Seu Jorge

Seu Jorge hoje é uma das grandes referências da MPB, ele começou no Teatro e no começo de sua carreira fez sucesso com filmes no exterior, e só então mais tarde veio a ser reconhecido aqui no Brasil. Ele é um dos grandes nomes do samba atual e contribui muito para a cultura brasileira com sua voz inconfundível.


Sugestão de Patrícia Prado – Redatora

Garota de Ipanema – Tom Jobim

Conhecida mundialmente, Garota de Ipanema é uma daquelas canções que faz qualquer “gringo” querer sambar e traz as melhores referências da bossa nova e das raízes do samba, composta por Tom Jobim e Vinicius de Moraes, dois grandes poetas e compositores da década exaltando as nossas belezas naturais e da mulher brasileira.


Sugestão do Maico Dal Ponte – Programador

Tião Carreiro e Pardinho – Rei do Gado
Embora haja muito preconceito, a música de raiz é uma das que mais representam a nossa nacionalidade e as características específicas de nossas regiões. Elas também representam parte da nossa história e são muito valorizadas por diversas gerações. Se ouvindo isso você não se lembrar do churrasco de seu avô, não tem a noção do quanto esse estilo de música é importante.


Sugestão do Luan Lamarca – Editor

Elis Regina – Pais e Filhos
Como nossos pais é uma das canções eternizadas na voz da nossa queridíssima Elis Regina, uma das maiores vozes do nosso País, que se levantou durante a ditadura e sofreu sérias represálias. Esta canção é uma daquelas que mesmo com o passar do tempo continua se encaixando com a realidade e sendo regravada diversas vezes.

Ideias para diferenciar-se nas redes sociais.

Diariamente somos bombardeados com conteúdos e postagens sobre os mais diversos temas abordados por marcas, empresas e pessoas. Sob esse ponto de vista, no meio de toda essa “poluição visual” podemos perceber que conteúdo relevante somente não basta, para engajar precisamos primeiramente nos diferenciar e conquistarmos a atenção da nossa “audiência”. Você sabe como fazer isso? Nós temos algumas ideias!

redes sociais

Redes Sociais: Como diferenciar-se

Adapte boas ideias em múltiplos formatos – Não é repetitivo se o conteúdo é reciclado para transmitir uma mesma mensagem em formatos moldados ao meio.

Invista em títulos atraentes e aposte em palavras chave – Elas são a alma do conteúdo e uma forma bem resumida de dizer o que tem na sua postagem.
Bom conteúdo estimula conexões – Escolha bem a relevância do que você irá postar.

Construa conteúdo em um plano contínuo – Crie uma relação em que eles “conversem” entre si e complementem-se.
Defina seu timing e seja fiel a ele – Seja pontual e disciplinado em seus conteúdos.

Use um tema para promover outro – É como achar o fio da meada, você estabelece um processo interrupto.

Inspire-se em fontes diferentes – Esteja ciente que produzir conteúdo é um eterno aprendizado e que nunca devemos de parar de inovar para chamar a atenção.

Não barganhe conteúdo – Pelo contrário, use notícias e agregue novidades a elas!

Esteja atento ao que a concorrência faz – Seus sucessos e seus fracassos podem ser uma ótima base para o que sua empresa faz, e um constante aprendizado. Converta fãs em clientes através do conteúdo – Não seja só aquela empresa que traz “curiosidades” legais sobre determinados assuntos, venda seu produto/serviço também!