blogdaprime//
tudo sobre
marketing digital

Dia do Cinema Brasileiro: Filmes pra você assistir.

No Dia do Cinema Brasileiro, nós, da Agência Prime, resolvemos presentear vocês leitores com algumas sugestões de filme brasileiro pra você assistir. Veja a seguir a sugestão de cada um de nós:

dia do cinema brasileiro

Dia do Cinema Brasileiro: Sugestões

Sugestão de Maico Dal Ponte – Programador

2 Coelhos

2 Coelhos é um filme brasileiro de ação lançado em 2012, escrito e dirigido por Afonso Poyart. Ele recebeu 3 Grandes Prêmios do Cinema Brasileiro, incluindo indicações a melhor diretor e melhor roteiro original e melhor atriz. Além do prêmio de melhor montagem pela ABC – Associação Brasileira de Cinematografia.

Sinopse:

Após se envolver em um grave acidente automobilístico, no qual uma mulher e seu filho são mortos, Edgar (Fernando Alves Pinto) é indiciado, mas consegue escapar da prisão graças à influência de um deputado estadual. Logo em seguida ele parte para uma temporada em Miami, onde retorna com um elaborado plano em que pretende atingir tanto o deputado que o ajudou, símbolo da corrupção política, quanto Maicon (Marat Descartes), um criminoso que consegue escapar da justiça graças ao suborno de políticos influentes.

Comentário de Maico Dal Ponte:

2 coelhos não é um filme excepcional, mas me surpreendeu pela qualidade e reviravolta da trama, apesar de comum fora do país, no cinema brasileiro eu não havia presenciado até o momento.

Trailer:

Sugestão de Janderson Bezerra – Estagiário

Cidade de Deus

Cidade de Deus é um filme de drama brasileiro dirigido por Fernando Meirelles e codirigido por Kátia Lund, lançado em 2002. Sua obra foi adaptada por Bráulio Mantovani a partir do livro de mesmo nome escrito por Paulo Lins.

Cidade de Deus recebeu quatro indicações ao Oscar, nas categorias de melhor diretor, melhor roteiro adaptado, melhor edição e melhor fotografia.

Sinopse: 

Buscapé (Alexandre Rodrigues) é um jovem pobre, negro e muito sensível, que cresce em um universo de muita violência. Buscapé vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É através de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia-a-dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.

Comentário:

O filme retrata o crescimento do crime organizado na Cidade de Deus entre o final da década de 1960 e o início da década de 1980.

Trailer:

Sugestão de Felipe Loss – Designer

O Homem que Copiava

O homem que copiava é um filme brasileiro do gênero drama, lançado em 2003, dirigido pelo cineasta gaúcho Jorge Furtado.

Sinopse:

André (Lázaro Ramos) é um jovem de 20 anos que trabalha na fotocopiadora da papelaria Gomide, localizada em Porto Alegre. André mora com a mãe e tem uma vida comum, basicamente vivendo de casa para o trabalho e realizando sempre as mesmas atividades. Num dia André se apaixona por Sílvia (Leandra Leal), uma vizinha, a qual passa a observar com os binóculos em seu quarto. Decidido a conhecê-la melhor, André descobre que ela trabalha em uma loja de roupas e, para conseguir uma aproximação, tenta de todas as formas conseguir 38 reais para comprar um suposto presente para sua mãe.

Trailer:

Sugestão de Camila Rohde – Criação/Design

Minha mãe é uma Peça

Minha mãe é uma peça é um longa-metragem de comédia brasileiro dirigido por André Pellenz, escrito e protagonizado por Paulo Gustavo em parceria com Fil Braz. É baseado na peça de mesmo nome criada e estrelada pelo próprio Paulo Gustavo e que levou milhões de espectadores ao teatro ao longo dos anos em cartaz.

Sinopse:

Dona Hermínia (Paulo Gustavo) é uma mulher de meia idade, divorciada do marido (Herson Capri), que a trocou por uma mais jovem (Ingrid Guimarães). Hiperativa, ela não larga o pé de seus filhos Marcelina e Juliano (Mariana Xavier e Rodrigo Pandolfo), sem se dar conta que eles já estão bem grandinhos. Um dia, após descobrir que eles consideram ela uma chata, resolve sair de casa sem avisar para ninguém, deixando todos, de alguma forma, preocupados com o que teria acontecido. Mal sabem eles que a mãe foi visitar a querida tia Zélia (Sueli Franco) para desabafar com ela suas tristezas do presente e recordar os bons tempos do passado.

Trailer:

Sugestão de Patrícia Prado – Redatora/Publicitária

Até que a Sorte nos Separe

Até que a sorte nos separe é um filme brasileiro do gênero comédia romântica, dirigido por Roberto Santucci e inspirado no best seller Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, de Gustavo Cerbasi.

Sinopse:

Tino (Leandro Hassum) é um pai de família comum que vê sua vida virar de ponta a cabeça após ganhar na loteria. Levando uma vida de ostentação ao lado da mulher, Jane (Danielle Winits), ele gasta todo o dinheiro em 15 anos. Ao se ver quebrado, Tino aceita a ajuda do vizinho Amauri (Kiko Mascarenhas), um consultor de finanças super burocrático e que por sinal vive seu próprio drama ao enfrentar uma crise no casamento com Laura (Rita Elmôr). Tentando evitar que Jane descubra a nova situação financeira, afinal ela está grávida do terceiro filho não pode passar por fortes emoções, Tino se envolve em várias confusões para fingir que tudo continua bem. Para isso, conta com ajuda do melhor amigo, Adelson (Aílton Graça), e dos filhos.

Trailer: