Títulos: O tamanho perfeito para cada meio/veículo de comunicação.

Funcionais e atrativos, os títulos de um conteúdo devem conter a essência do que se pretende ser transmitido de forma incisiva e instigante. Mais do que isso, os títulos devem ser capazes de provocar emoções com uma poderosa mistura de criatividade e posicionamento estratégico de SEO. Um título bem construído é a melhor base que você precisa ter para construir um bom texto, e consecutivamente, torna-lo irresistível…Você sabe quais são os tamanhos ideais de títulos para posts em blogs e redes sociais? Veja a seguir como construir cada um deles:

títulos

Títulos: Como elaborar o tamanho ideal.

Para blogs.

Para que o título todo seja lido, o limite determinado pelos mecanismos de busca é de 200 caracteres, excedendo esse limite o título fica cortado, ou seja, para o leitor/usuário o título não será compreendido e ficará uma incógnita que pode ou deve desestimular o clique. Para criar títulos atraentes, procure não exceder esse limite e molde o conteúdo em formato de listas, por exemplo: 5 dicas pra você criar um bom blog.

Para Twitter.

No caso do twitter, os caracteres são ainda mais limitados. Como fazer? Ocupe entre 70 a 100 caracteres (no máximo) criando uma chamada para o hiperlink. Se possível, deixe espaço para inserir comentários adicionais em RT’s, por exemplo.

Para Facebook.

Competir com inúmeros posts que correm no feed de notícias da timeline é difícil, portanto, nestes casos, recorra a títulos mais imperativos, com no máximo 100 caracteres e voz de comando que indique ações junto a perguntas e respostas. Exemplo: “Você sabe como fazer conteúdo de qualidade? Veja a seguir como desenvolver.”

OBS: Esta técnica também se aplica a publicações no Google +.

Para Linkedin.

Esta rede social é segmentada, ao contrário do twitter/facebook, as pessoas não estão ali “à toa”, sendo assim, trabalhe com manchetes impactantes, de 80 a 120 caracteres e evite ao máximo que o leitor tenha que clicar em “show more” para ler mais, caso contrário, há grandes chances do usuário não terminar de ler.

Para SlideShare.

Esta famosa plataforma de slides oferece um espaço para títulos muito pequenos, o que limita os caracteres de 80 a 100 no máximo. Neste caso, resuma a essência do conteúdo no título e limite-se a mostrar o conteúdo que será apresentado, sem maiores explicações.

Para e-mails marketing e News.

Em casos de e-mail marketing, há grandes chances de seu conteúdo vá parar na black list, como nós já falamos aqui. Neste caso, o recomendável é: Não ultrapasse o limite de 100 caracteres e evite palavras como: Promoção! Sorteio! Pontos de exclamação e afins.

Gestão de Leads – Como fazer e porque é tão importante saber administrá-los?

Na matriz do Marketing B2B – Business to Business, o processo de compra é distribuído em etapas que formam o ciclo conhecido pelos estágios da compra.

Leads são as pessoas que fazem parte deste ciclo de compra e em determinada altura fornecem suas informações de contato em troca de uma oferta de valor, informação ou serviço. Caracterizando-se assim como uma oportunidade de negócio.

Uma gestão de leads bem feita tem o poder de amplificar significativamente os resultados de uma empresa que investe em Marketing Digital e Relacionamento com o Consumidor.

Para amplifica-la, é necessário primeiro conhecer como funciona o ciclo.

Ciclo do Consumidor ao Leads:

leads - PRIME

Processo de Compra do Consumidor:              

  1. O cliente em potencial conhece o tema;
  2. Ele reconhece a necessidade/problema;
  3. O cliente em potencial demonstra interesse em sua “solução”;
  4. Ele compara e avalia as alternativas disponíveis;
  5. O cliente em potencial procede/finaliza a compra;

Em todas as etapas o prospect procura uma grande quantidade de informações e é nestas etapas que qualificamos o prospect e o transformamos em lead.

Prospect, possível cliente interessado. Lead, possível cliente que nos fornece informações. Entende a diferença? O lead é a etapa bem sucedida do prospect.

Sendo assim, o primeiro passo para conseguir obter o contato que irá transformar prospect em lead é produzir um conteúdo que possa guia-lo em longo prazo.

Na Gestão de Lead, o foco está em identificar os diferentes estágios pelos quais os potenciais clientes passam e a partir daí traçar um planejamento que alinhe as informações fornecidas de acordo com o interesse do consumidor em cada estágio.

Com um discurso envolvente é possível que você atraia o seu cliente em potencial para todas as suas plataformas. Twitter, facebook, blog, site, oferecendo um conteúdo relevante para que ele continue a te ouvir ou mantenha contato com a sua marca.

Entre os inúmeros benefícios que um bom trabalho de Gestão de Lead permite conseguir, iremos listar as principais:

  • Permite atrair e reter (através da informação) os potenciais clientes que ainda não estão no momento certo da compra.
  • Diminui a fricção no funil, e portanto, aumenta o número de oportunidades concretas geradas pela área de Marketing.
  • Encurta o ciclo de vendas com estratégias que educam e estimulam aos Leads
  • Aumenta a eficiência, a produtividade e a taxa de conversão em vendas da equipe entregando apenas os leads qualificados, que estão preparados e foram identificados no momento certo.
  • Estabelece uma relação de confiança e credibilidade com o cliente em longo prazo.

Técnicas para manter a relevância no Marketing Digital.

Você já parou para analisar na importância de estar relacionado às questões/pesquisas que irão direcionar o seu público alvo às soluções que sua empresa propõe? Segundo Marc Ostrofsky, empreendedor norte-americano, “A relevância é o cálice sagrado do mecanismo de busca. As pessoas querem resultados que estejam conectados às suas perguntas”.

Agora que nós já sabemos a sua importância, resta-nos saber o que realmente determina essa “tal” relevância. Como conquistar as melhores colocações no ranking de buscas do Google?

A seguir, vejam quais são as ações necessárias para impulsionar a presença da sua marca na web:

relevancia marketing digital - primex

Veja como manter a relevância no Marketing Digital:

Posts Patrocinados

Estima-se que o Facebook possui mais de 1,4 bilhão usuários ao redor do mundo, segundo dados revelados pelo último relatório trimestral. Este número consiste em um enorme nicho de mercado em potencial, onde para que sua empresa seja vista é necessário pagar. Tais como a importância dos CEO para o Google, os posts patrocinados é o que irão determinar a relevância nesta rede social. Quanto maior for o seu investimento, maior será sua visibilidade. Com a vantagem de poder segmentar este público, aumentando sua taxa de conversão de leads.

Embaixadores da Marca

O tradicional “boca-a-boca” tem sua versão repaginada na era digital, agora eles são denominados: Embaixadores da Marca. Sua principal função é promover a marca evidenciando suas qualidades/soluções através de depoimentos e opiniões gerados pelas experiências pessoais que este embaixador tem com a marca. Você já conhece os chocolovers? Este é um bom exemplo de embaixadores da marca utilizados pela Nestle.

Avaliações/Críticas Positivas

Nem só de qualidades vivem as marcas. Vender a sua imagem também implica em avaliações e até mesmo críticas que evidenciam a capacidade da marca em gerenciar crises e converter impressões negativas em positivas através de um bom atendimento e uma equipe especializada no pós-venda. Invista neles!

Rastreamento Digital

Você já deve ter reparado naquele anúncio “casual” de uma marca x bem naquele blog de moda que você adora e que casualmente também fez um post com itens que você não pode ficar sem no guarda-roupa e que olha só, que coincidência, está bem baratinho lá naquela loja! Estes “acasos” são o que chamamos de “RP’s Digitais”, que nada mais é do que o bom e velho relações públicas agora na versão web. Assim como acontece no mundo offline, as redes sociais também são a soma de contatos que te levam a “x”. Para chegar a seu público alvo, é necessário estar onde ele procura.

SEO Mobile

O Google já anunciou que está trabalhando em novos mecanismos para esta plataforma, e muitas das grandes marcas já adaptaram seus sites para formatos mobile. A tendência é de que assim como o que já vem acontecendo, um CEO especializado também seja desenvolvido com base no comportamento do consumidor mobile. Sendo assim, esteja sempre observando ferramentas que podem acrescentar uma nova experiência a sua marca.

Como montar um planejamento de redes sociais prático e eficaz.

Para toda e qualquer ação, seja ela no ambiente digital ou fora dele, o planejamento é indispensável para o crescimento saudável de uma marca e a construção de uma imagem sólida. Nas redes sociais este movimento acontece de um jeito diferente. Você sabe como? Continue a ler este post e veja como fazer o seu planejamento:

redes sociais - agencia prime

 

Planejamento de Redes Sociais:

  1. Monitoramento
    Antes de adotar uma estratégia de divulgação realize uma breve pesquisa sobre o que falam da sua empresa nos sistemas de busca e sites de reclamação. Quais são os pontos fortes a serem destacados? Quais são os problemas a serem solucionados? É preciso conhecer as forças e as fraquezas de sua empresa.
  2. Análise da concorrência
    Como seu concorrente está posicionado? Qual vai ser a postura da sua empresa diante disso? Quantas postagens, quais são os conteúdos e posts de maior sucesso que o seu concorrente tem? Como eles se relacionam? Observe, estude e analise cada uma de suas ações, assim você poderá descobrir coisas a se fazer e a não se fazer, com base no experimento do outro.
  3. Determinação dos objetivos
    Para cada ação há um objetivo, qual é o da sua empresa? Vender mais? Ser conhecido por sua postura ecologicamente correta? Ser a fanpage mais “legal” do ramo? Apagar aquela imagem negativa deixada em alguns comentários evidenciando a sua mais nova solução? Determine o seu objetivo e a partir daí será muito mais fácil saber o que fazer. Foco!
  4. Regularidade
    O trabalho com redes sociais demanda tempo e exige dedicação. Não comece qualquer ação sem estar ciente de uma coisa: você precisa de alguém que se responsabilize em gerar conteúdo e manter regularidade. Sabe por quê? Se não houver constância, seu conteúdo será facilmente esquecido pelos mecanismos de buscas, ranqueando sua página nas últimas opções (aquelas que ninguém vê)
  5. Criatividade e Integração
    Conteúdo criativo e integração entre canais são dois percursos essenciais que devem ser apontados durante o planejamento visando conquistar o engajamento das pessoas. De que modo você irá atrair a atenção do seu público? Como motiva-los a interagirem com sua marca? Estes e outros aspectos devem estar ligados.

Por fim, monte um cronograma de atividades com frequência e horários de postagens, temas interessantes, fontes de pesquisa e afins. Para monitorar (e mensurar) estas atividades, recorra a recursos de ferramentas, como: Hootsuite, Scup, ou Socialbakers, por exemplo.

Que recursos utilizar para amplificar a força das marcas com as redes sociais?

As redes sociais entraram em nossas vidas, incorporaram a nossa rotina e hoje são presença constante em diversos dispositivos conectados a internet. Os tablets e smartphones são alguns destes dispositivos que fizeram com que a conectividade se tornasse ainda mais forte, tornando-se acessível a todos e consolidando o Marketing Digital como algo indispensável para as grandes marcas.

Entretanto,veja a seguir quais são os recursos que devem ser utilizados:

marcas redes sociais - agencia prime

Como ampliar marcas nas redes sociais:

Dados: As plataformas sociais nos fornecem uma quantidade imensa de dados, que se bem utilizadas, podem fazer qualquer empresa segmentar sua publicidade de uma maneira tão precisa que será possível conversar diretamente com o consumidor.

Interatividade: Diferentemente dos outros meios de comunicação, as redes sociais são um veículo de mão dupla, onde sua empresa pode engajar, comunicar e receber feedbacks quase que instantaneamente em sua plataforma. Aproveite essa versatilidade para fazer com que seu público encontre sua marca também.

Cross – Channel: O Marketing entre canais é um método que se utiliza das inúmeras plataformas e redes sociais para integra-las, promovendo outros canais e reforçando a interatividade/conectividade da marca com o cliente, se fazendo presente em todos os meios disponíveis e utilizados por seu principal público alvo.

Conteúdo: As opções para se replicar conteúdos nas redes sociais são infinitas! Ao contrário dos comerciais em tv, rádio, nas mídias sociais você não precisa transmitir tudo que precisa em apenas 30 segundos em uma única veiculação. O conteúdo pode ser segmentado e apresentado diariamente, alimentando a audiência.